Jogos de pôquer

SEÇÕES

Ziza Carvalho critica política de preços que impacta valor do combustível

“A culpa da alta da gasolina não tem relação com ICMS ou de qualquer outro imposto”, disse o deputado estadual

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O deputado estadual  Ziza Carvalho (PT), concedeu entrevista ao Bom Dia Jogos de pôquer nesta sexta-feira (15),  para comentar o alto preço dos combustíveis no Piauí. O deputado destacou que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não tem relação com os constantes aumento no preço da gasolina e acrescentou que a influência vem do valor do dólar.

Deputado estadual Ziza Carvalho concede entrevista para o Bom Dia MN

“Não tem qualquer relação do aumento de preços na bomba de combustíveis que está acorrendo no Brasil todo há uns dois anos com a política tributária de ICMS ou de qualquer outro imposto. Em 2017, a Petrobras mudou a forma de evolução de aumento na forma de composição do preço da gasolina. O preço do combustível passou a seguir a variação do mercado internacional e o barril nesse mercado é fixado em dólar, então quando o dólar sobe, sobe o preço da gasolina na refinaria. Essa cotação é internacional, ocorre que o Brasil vem sofrendo uma turbulências, o presidente da república vem desestabilizando o país falando muita bobagem, isso afasta os investidores, faz o real desvalorizar e o dólar subir. Então o dólar cada dia que sobe, sobe o preço do barril no exterior e sobe o preço no mercado interno. O preço do ICMS é o mesmo há vários anos em todos os Estados”, declarou. 

Deputado critica política de preços aplicada pelo Governo Federal

Na quinta-feira (14), a Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realizou    uma audiência pública para discutir o assunto. 

Ziza Carvalho participou da sessão e criticou a política de preços aplicada pelo Governo Federal sobre várias matérias-primas, incluindo o petróleo. A desvalorização da moeda e a incapacidade de agregar têm comprometido a gestão do presidente Jair Bolsonaro. O deputado falou que o chefe do Executivo brasileiro não teve coragem de mudar a política de preços dos derivados de petróleo criada ainda na gestão de Michel Temer e preferiu criar um discurso que transfere a responsabilidade para os estados.

"Isso é falta de um governo nacionalista que proteja a nação. É por isso que o preço do milho para o pequeno produtor está R$120, que o preço do farelo de soja está R$150, quando há dois anos custava R$60 e o milho custava R$28 na Conab. Porque isso é commoditie, isso é agrocommodities. Eles estão privilegiando o mercado exterior", destacou o parlamentar.

Ziza Carvalho falou que a atenção da situação tributária tem que se voltar para outros temascomo a produção de soja que, segundo o deputado, não contribuem para a arrecadação de impostos estaduais por causa da Lei Kandir.

Deputado debate alta de preços dos combustíveis 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234