Jogos de pôquer

SEÇÕES

Jogo do Poder: Pablo Santos não quer fim da Fundação Hospitalar; vídeo

Deputado diz que o governador ainda está refletindo sobre o assunto

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na edição do quadro Jogo do Poder, do programa Agora, desta terça-feira (19/02), composto pelos jornalistas Amadeu Campos, Arimatea Carvalho, Efrém Ribeiro, Ananias Ribeiro e Samantha Cavalca os profissionais explanaram os principais pontos dos bastidores da política.      

O jornalista Efrem Ribeiro ouviu o governador Wellington Dias sobre a polêmica envolvendo o coordenador de Comunicação do Governo do Estado, João Rodrigues. "Foi autorizada uma investigação federal e no estado, porque o que a gente verifica são crimes de chantagem e não é tolerável que se tenha o uso de qualquer forma de comunicação como instrumento de chantagem a quem quer que seja, agora vai ser elucidada com estas duas investigações", disse. 

Tererê deve sair candidato a prefeito de Parnaíba

Arimatea Carvalho: Tererê foi cotado para ser o novo vice do prefeito Mão Santa em substituição a Samarone (nas eleições de 2020), mas as conversas não foram adiante. Depois, ele conversou com o deputado estadual Dr. Hélio e estavam em vias de entrar no PR, mas Dr. Hélio queria que ele fosse candidato a vereador, reforçando a chapa dele,que será candidato a prefeito, mas o Tererê tem outras pretensões, ele quer ser candidato a prefeito. Por isso, hoje, ele fechou com o vice-presidente estadual do partido, deputado estadual Oliveira Neto, e vai ingressar no PPS e vai ser candidato a prefeito. Já temos então Mão Santa, Dr. Helio, pelo PR, e Tererê, pelo PPS. 

Ananias Ribeiro: O Tererê é uma liderança muito bem votada em Parnaíba e teve votações muito expressivas na cidade e busca esta vaga para prefeito há algum tempo. Hoje ele esteve na Assembleia e deu esta informação que está em conversa com o PPS, mas esteve no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Themístocles Filho, que é quem deverá dá uma palavra forte na sua decisão sobre as eleições do próximo ano.

Pablo Santos não quer fim da Fundação Hospitalar

O deputado Pablo Santos se posicional contrário, nesta terça-feira (19), ao fim da Fundação de Serviços Hospitalares, com a reforma administrativa do Governo do Estado. "Não tem uma decisão definida, o governador está reflexivo em relação à extinção ou não da Fundação, ele vai me chamar nos próximos dias para fazermos uma avaliação em conjunto, porque eu tenho certeza que a extinção da Fundação vai contra um sentimento nacional, pois a maioria dos estados que tem implantado as fundações tem dado certo. Todo início tem dificuldades, a Fundação no seu primeiro ano passou por uma crise financeira, como as fundações em todo o Brasil. Com relação à redução de gastos, a Fundação já está dentro dos 12% dos gastos com saúde do Estado, então não está gerando gasto a mais, pelo contrário, a Fundação é gerida pelo que é repassado pelos seis estados, então não há aumento de recursos, de despesas, pelo contrário a Fundação veio para dá celeridade aos processos. Agora é necessário que se cumpra o contrato de gestão, é preciso ser repassado todos os recursos do tesouro de forma contínua, se tiver descontinuidade do repasse dos recursos, vai diminuir a qualidade do atendimento", disse.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234