Jogos de pôquer

SEÇÕES

Júlio César critica possível divisão da SDR

Deputado diz que seu partido quer continuar na equipe de governo

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na edição do quadro Jogo do Poder desta segunda-feira (11/02), do programa Agora, composto pelos jornalistas Amadeu Campos,Carolina Durães,Efrém Ribeiro,Samantha CavalcaeAnanias Ribeiro, os profissionais explanaram sobre os principais pontos dos bastidores da política.     

A deputada federal Margarete Coelho concedeu entrevista ao Jogo do Poder e falou da necessidade de se fazer a reforma da Previdência, mas de forma cautelosa. "É importante que a reforma aconteça, mas aconteça de uma forma conversada dialogada, bem estudada. Nós não podemos, de forma alguma, correr o risco de prejudicar, por exemplo, a condição dos trabalhadores rurais e das mulheres. Precisamos ter um cálculo atuarial que não prejudique as mulheres que já vêm de uma jornada dupla e, às vezes, tripla de trabalho", disse. 

A deputada também comentou sobre a reforma administrativa do Governo do Estado e disse que deve se reunir ainda esta semana com o governador. "O governador combinou de na quarta ou quinta-feira nós nos encontrarmos em Brasilia e complementarmos esta pauta, que é importantíssima, está todo mundo ansioso para estabilizar a situação e todo mundo pegar sua pasta e ir trabalhar. Nós temos uma lista de filiados e apoiadores com muitas opções, temos excelentes nomes que estão à disposição do governador, agora onde nós vamos contribuir isso vai depender desta conversa que o governador vai ter com o senador Ciro e com toda a família Progressistas", completou. 

O deputado federal Júlio César também foi ouvido. Ele disse que seu partido, o PSD, tem interesse em continuar participando da equipe do governador Wellington Dias. "Somos aliados do governador, desde o começo externamos a ele o desejo de participar da sua equipe de governo, como já vínhamos participando, e demonstramos interesse de ir para a SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural), depois membros do próprio partido dele falaram de dividir a secretaria em duas e eu acho que é uma incoerência se isso acontecer, porque o próprio governo federal fundiu agricultura e outros ministério. Aqui querem dividir? Mas a decisão é do governador e estamos aguardando a decisão dele", disse.

Ele também tratou sobre os cargos que seu partido poderá ocupar no governo federal. "Aqui no Piauí, nós fizemos uma reunião da bancada, que tem como coordenador o deputado Átila Lira, e uma reunião em Brasilia, que teve algumas divergências que serão ajustadas. Essa reunião é para sugerir ao governo a divisão dos cargos, mas não sabemos se o governo vai adotar. Falei com o Átila hoje e vamos nos reunir novamente, porque há muitas divergências e espero que ele consiga diminuir estas divergência para sugerir ao governo federal estas indicações, não é muito certo não, até porque cada governo tem um critério e nós não sabemos qual o do governo Bolsonaro.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234