Jogos de pôquer

SEÇÕES

Presidente Lula afirma que agressores de Moraes são "animais selvagens"

O presidente também ressaltou que a oposição é legítima, porém, a agressão, os xingamentos e a falta de respeito não serão tolerados

Presidente Lula afirma que agressores de Moraes são "animais selvagens" | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Opresidente Luiz Inácio Lula da Silva, abordou nesta quarta-feira (19) o incidente de hostilização contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O líder do Executivo enfatizou que os agressores são "animais selvagens" e destacou a necessidade de responsabilizar aqueles que propagam o ódio. 

"Nós precisamos punir severamente aqueles que ainda propagam o ódio, como o indivíduo que agrediu o ministro Alexandre de Moraes no Aeroporto de Roma. Um indivíduo como esse é um animal selvagem, não um ser humano", disse Lula durante coletiva de imprensa nesta madrugada em Bruxelas, capital da Bélgica.

O presidente também ressaltou que a oposição é legítima, porém, a agressão, os xingamentos e a falta de respeito não serão tolerados. Ele enfatizou a importância de alcançar uma sociedade mais harmoniosa, repudiando veementemente as práticas neofascistas no Brasil e destacando a necessidade de repreendê-las para que a civilidade preça. 

Lula afirmou que, após retornar ao Brasil, buscará estabelecer um "acordo maduro" visando assegurar a tranquilidade no Congresso Nacional. Sua chegada em Brasília está prevista para esta quarta-feira às 18h30, após uma reunião em Cabo Verde com o presidente do país, José Maria Neves.

ENTENDA O CASO

Na última sexta-feira (14), o ministro Alexandre de Moraes, do STF, relatou ter sido alvo de hostilização no Aeroporto de Roma, na Itália. Enquanto aguardava seu voo, brasileiros o abordaram e proferiram ofensas. A confusão teria começado quando Andréia Mantovani chamou Moraes de "bandido, comunista e comprado". Logo em seguida, Roberto Mantovani Filho teria agredido fisicamente o filho do ministro, desferindo um tapa em seu rosto. Após a agressão, o casal e o genro, Alex Zanatta Bignotto, prosseguiram com os xingamentos.

A Polícia Federal conduziu mandados de busca e apreensão em dois domicílios do empresário Roberto Mantovani Filho, sua esposa, Andréia Mantovani, e também do genro do casal, Alex Zanatta. A operação ocorreu na cidade de Santa Bárbara d'Oeste, localizada no interior de São Paulo. O trio é alvo de suspeitas relacionadas a crimes de injúria, perseguição e desacato contra o ministro e sua família.

Roberto, Andreia e Alex já prestaram depoimento à Polícia Federal e negaram ter agredido Moraes. O casal confirmou que houve um 'empurrão' por parte de Roberto no filho do magistrado para defender a esposa, segundo a defesa. 

(Com informações do Jogos de pôquer iG) 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site