Jogos de pôquer

SEÇÕES

Pastor e cantora: saiba quem são os presos por incitar a 'Festa da Selma'

Até o momento da última atualização deste relato, a identidade dos demais detidos ainda não havia sido divulgada.

saiba quem são os presos por incitar a 'Festa da Selma' | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na mais recente etapa da operação Lesa Pátria, que investiga indivíduos suspeitos de financiar os eventos golpistas ocorridos em 8 de janeiro, foi constatada a prisão de três influenciadores, um pastor e uma cantora.

Além dos nomes Isac Ferreira, Rodrigo Lima, Juliana Gonçalves Lopes Barros, Dirlei Paiz e Fernanda Ôliver, outras cinco pessoas também foram submetidas à prisão preventiva no dia 17 de agosto. Até o momento da última atualização deste relato, a identidade dos demais detidos ainda não havia sido divulgada.

Segundo informações da Polícia Federal, os indivíduos alvo desta operação são suspeitos de terem incentivado o movimento violento denominado "Festa da Selma" – uma designação adotada pelos envolvidos nos atos terroristas que culminaram na invasão dos edifícios do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Isac foi preso no Distrito Federal. Nas redes sociais, o influenciador divulga o dinheiro que ganha com supostas vendas na internet. "Fiz mais de 2,5 milhões vendendo na internet. Ensino de graça", escreveu ele em seu perfil em uma rede social.

Isac Ferreira

Rodrigo foi preso em João Pessoa, na Paraíba. Segundo a PF, ele foi um dos primeiros a usar o termo "Festa da Selma" para incitar os atos golpistas do dia 8 de janeiro. Influencer bolsonarista, Rodrigo posta mensagens sobre o ex-presidente nas redes sociais e em um grupo no Telegram. Ele, que se apresenta como gestor público, também foi ex-secretário de comunicação da Prefeitura de Bayeux, na Grande João Pessoa.

Rodrigo Lima

Já Dirlei, o pastor, foi preso em Blumenau, no Vale do Itajaí. Apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ele tem fotos com o quarto filho do ex-presidente, Jair Renan, divulgadas em redes sociais. Dirlei ocupa atualmente o cargo de coordenador técnico do gabinete do presidente da Câmara de Vereadores de Blumenau, Almir Vieira. Segundo o portal da transparência, ele recebe um salário de R$ 5.075 mensais.

Pastor Dirlei

Já Fernanda foi presa pela PF em Goiânia. Apesar de morar na capital goiana, a cantora nasceu em Araguaçu, no Tocantins, em 1998. Ela tem quase 140 mil seguidores no Instagram. A prisão de Fernanda foi confirmada por fontes ligadas à operação. A reportagem entrou em contato com a assessoria da cantora para um posicionamento, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Cantora Fernanda



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site