Jogos de pôquer

SEÇÕES

Eliziane Gama propõe indiciamento de Bolsonaro e mais 55 aliados pelo 8/1

A senadora revela no relatório final o envolvimento de 56 pessoas, entre civis e militares de alta patente

CPI do 8 de janeiro | Agência Senado
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Asenadora Eliziane Gama (PSD-MA), relatora da CPI dos Atos Golpistas do 8 de janeiro, apresentou seu relatório final pedindo o indiciamento de 56 pessoas, entre civis e militares. O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e membros do seu círculo governamental estão entre os listados. O documento, protocolado no sistema do Senado, foi revelado na manhã desta terça-feira (17), com a votação prevista para quarta-feira (18).

O relatório não se concentra apenas no entorno de Bolsonaro, mas atende ao pedido da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), solicitando o indiciamento de militares das Forças Armadas, como os ex-comandantes da Marinha e do Exército.

Leia Mais

Os pedidos de indiciamento feitos por Eliziane não são automáticos e representam sugestões. A decisão final sobre apresentação de denúncias cabe a órgãos responsáveis, como o Ministério Público (MP).

O relatório propõe indiciamentos por 26 delitos diferentes, destacando crimes relacionados à tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito e depor governo legítimo. Ambos foram atribuídos a 46 pessoas no total.

Entre os indiciados estão Jair Bolsonaro, Braga Netto, Anderson Torres, Augusto Heleno, Luiz Eduardo Ramos, Paulo Sérgio Nogueira, Almir Garnier Santos, Marco Antônio Freire Gomes e outros. O parecer sugere que o Exército foi omisso diante de movimentos golpistas, levando aos ataques de 8 de janeiro.

Veja lista completa:

  1. Ex-presidente Jair Bolsonaro

    General Braga Netto, candidato a vice-presidente na chapa de Bolsonaro e ex-ministro da Casa Civil e da Defesa

    Anderson Torres, ex-ministro da Justiça de Bolsonaro e então secretário de Segurança Pública do DF nos atos

    General Augusto Heleno, ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional de Bolsonaro

    General Luiz Eduardo Ramos, ex-ministro da Casa Civil de Bolsonaro

    General Paulo Sérgio Nogueira, ex-ministro da Defesa de Bolsonaro

    Almirante Almir Garnier Santos, ex-comandante da Marinha

    General Freire Gomes, ex-comandante do Exército

    Tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens e principal assessor de Bolsonaro

    Filipe Martins, assessor-especial para Assuntos Internacionais de Bolsonaro

    Deputada federal Carla Zambelli (PL-SP)

    Coronel Marcelo Costa Câmara, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro

    General Ridauto Lúcio Fernandes

    Sargento Luis Marcos dos Reis, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro

    Major Ailton Gonçalves Moraes Barros

    Coronel Elcio Franco, ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde

    Coronel Jean Lawand Júnior

    Marília Ferreira de Alencar, ex-diretora de inteligência do Ministério da Justiça e ex-subsecretária de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do DF

    Silvinei Vasques, ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal

    General Carlos José Penteado, ex-secretário-executivo do GSI

    General Carlos Feitosa Rodrigues, ex-chefe da Secretaria de Coordenação e Segurança Presidencial do GSI

    Coronel Wanderli Baptista da Silva Junior, ex-diretor-adjunto do Departamento de Segurança Presidencial do GSI

    Coronel André Luiz Furtado Garcia, ex-coordenador-geral de Segurança de Instalações do GSI

    Tenente-coronel Alex Marcos Barbosa Santos, ex-coordenador-adjunto da Coordenação Geral de Segurança de Instalações do GSI

    Capitão José Eduardo Natale, ex-integrante da Coordenadoria de Segurança de Instalações do GSI

    Sargento Laércio da Costa Júnior, ex-encarregado de segurança de instalações do GSI

    Coronel Alexandre Santos de Amorim, ex-coordenador-geral de Análise de Risco do GSI

    Tenente-coronel Jader Silva Santos, ex-subchefe da Coordenadoria de Análise de Risco do GSI

    Coronel Fábio Augusto Vieira, ex-comandante da PMDF

    Coronel Klepter Rosa Gonçalves, subcomandante da PMDF

    Coronel Jorge Eduardo Naime, ex-comandante do Departamento de Operações da PMDF

    Coronel Paulo José Ferreira de Sousa Bezerra, comandante em exercício do Departamento de Operações da PMDF

    Coronel Marcelo Casimiro Vasconcelos Rodrigues, comandante do 1º CPR da PMDF

    Major Flávio Silvestre de Alencar, comandante em exercício do 6º Batalhão da PMDF

    Major Rafael Pereira Martins, chefe de um dos destacamentos do BPChoque da PMDF

    Alexandre Carlos de Souza, policial rodoviário federal

    Marcelo de Ávila, policial rodoviário federal

    Maurício Junot, empresário

    Adauto Lúcio de Mesquita, financiador

    Joveci Xavier de Andrade, financiador

    Meyer Nigri, empresário

    Ricardo Pereira Cunha, financiador

    Mauriro Soares de Jesus, financiador

    Enric Juvenal da Costa Laureano, financiador

    Antônio Galvan, financiador

    Jeferson da Rocha, financiador

    Vitor Geraldo Gaiardo, financiador

    Humberto Falcão, financiador

    Luciano Jayme Guimarães, financiador

    José Alipio Fernandes da Silveira, financiador

    Valdir Edemar Fries, financiador

    Júlio Augusto Gomes Nunes, financiador

    Joel Ragagnin, influenciador

    Lucas Costar Beber, financiador

    Alan Juliani, financiador

    Amauri Feres Saad, advogado

    O próximo passo é a votação, para a qual o relatório precisará da maioria dos votos da CPI mista de deputados e senadores. Se aprovado, o conteúdo será encaminhado a diversos órgãos, incluindo MP, Advocacia-Geral da União (AGU) e órgãos policiais, para avaliação e possível apresentação de denúncias.

    Para mais informações, acesse fcvizela.com



    Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

    Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

    Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site