Jogos de pôquer

SEÇÕES

Preso segundo suspeito de tentar matar jogador de vôlei no Rio de Janeiro

Nas imagens, uma discussão começa e é possível ver o jogador levando chutes enquanto é intimado com uma arma.

terceiro suspeito está foragido | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O segundo suspeito de tentar matar um jogador de vôlei que ia urinar na na rua em Copacabana, no Rio de Janeiro, foi preso nesta quarta-feira (28). Johnny Vieira Mutti, conhecido como “Jota”, de 22 anos, tinha um mandado de prisão em aberto e foi encontrado em um bar próximo ao local do crime. O caso aconteceu no dia 14 de fevereiro de 2023.

Nesta terça-feira (27), um outro envolvido no crime,  Cláudio José do Santos, conhecido como “Tailandês”,  foi preso por policiais da 12ª DP. O terceiro suspeito, Luciano da Motta Branco, o “Branquinho”, ainda não foi localizado e é considerado foragido.

“Jota” foi encontrado após investigação da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), que apura o tráfico de drogas com facções que dominam as comunidades de Pavão-Pavãozinho e Cantagalo. O grupo também é responsável pela venda de drogas no entorno de bares do RJ.

CRIME

A ação dos criminosos contra o jogador foi gravada por câmeras de segurança de estabelecimentos. Nas imagens mostram a sequência que acabou com a vítima baleada. O atleta é visto a caminho da Praia de Copacabana, quando ele para perto de um edifício e se posiciona para urinar. Logo em seguida, três suspeitos se aproximaram do rapaz.

Ainda conforme as imagens, uma discussão começa e é possível ver o jogador levando chutes enquanto é intimado com uma arma. Ele tenta fugir, porém é perseguido e alçado pelos três criminosos. Em seguida, o acusado saca a arma e efetua o disparo. Mais uma vez, o atleta consegue fugir, e os suspeitos deixaram o local.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site