Jogos de pôquer

SEÇÕES

Policial Civil é preso após agredir mulher e atirar em delegada em bar

O MeioNorte apurou que Rodrigo Rodrigues Dias tem passagem por crimes de violência contra a mulher.

Polícia Civil é preso após agredir mulher e atirar em delegada em bar | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Rodrigo Rodrigues Dias, foi preso em flagrante na madrugada desta quarta-feira (27) após agredir uma mulher e atirar no pé de uma delegada que tentava defendê-la. O crime aconteceu em um bar em Vicente Pires (DF). 

Toda a confusão foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento. Conforme as imagens, o agente aparece puxando o cabelo da mulher que estava sentada ao seu lado e que, em seguida, se levantou para sentar do outro lado da mesa. Logo depois, a delegada Karen Langkammer apareceu e começou a discutir com o homem, que se levantou e foi para cima da mulher. 

Um terceiro envolvido tentou separar a briga. Em seguida, várias pessoas se envolveram na confusão e chegaram a rasgar a blusa do agente da Polícia Civil. Quando o agente da corporação aponta a arma para os envolvidos na confusão, todos se afastam, mas a delegada continua tentando dialogar com ele. 

Polícia Civil é preso após agredir mulher e atirar em delegada em bar | FOTO: Reprodução

Segundo a delegada Karen Langkammer, seria o momento em que o tiro é disparado. Ela está no hospital e deve fazer um procedimento para retirar os estilhaços no pé ainda nesta quarta-feira. De acordo com a Polícia, Rodrigo Dias foi autuado em flagrante por disparo de arma de fogo, lesão corporal e vias de fato. 

O homem colocou as mãos para cima e foi desarmado pelos policiais. Ele usava uma pistola Glock 9 mm e portava oito munições e um carregador. A Corregedoria da PCDF disse que instaurou um procedimento disciplinar para investigar o caso.

HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA 

OMeioNorte apurou que Rodrigo Rodrigues Dias tem passagem por crimes de violência contra a mulher. Em 2018, a então companheira dele, uma sargento do Corpo de Bombeiros do DF (CBMDF), denunciou o marido com base na Lei Maria da Penha. Segundo a vítima, o policial é muito possessivo, ciumento e tem problemas com álcool. O casal tem duas filhas.

Rodrigo Rodrigues Dias tem passagem por crimes de violência contra a mulher | FOTO: Reprodução/Metropoles

Em uma das ocasiões, o agente tentou enforcar a companheira, mas foi impedido por uma das filhas do casal. Ela pediu medidas protetivas de urgência e foi encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML).



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site