Jogos de pôquer

SEÇÕES

PF usa imagens para achar invasores de triplex atribuído a Lula

Grupo de invasores arrombou o portão.

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Polícia Federal vai utilizar fotos e vídeos para identificar as pessoas que invadiram o Condomínio Solaris e o apartamento de cobertura triplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Houve arrombamento de portas e moradores foram hostilizados, segundo apuração prévia do órgão.

Aproximadamente 50 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocuparam o imóvel após invadir o edifício, localizado na orla da Praia das Astúrias, na segunda-feira (16). Eles permaneceram no apartamento por cerca de quatro horas e o deixaram após negocião com policiais militares.

A delegada da Polícia Federal Luciana Fuschini abriu inquérito no mesmo dia por "esbulho possessório", quando há uma invasão violenta feita por um grupo a um bem. O caso é atribuição do órgão, pois o triplex foi confiscado pela Justiça durante as investigações da Operação Lava Jato, que condenou Lula, e vai a leilão.

Luciana ouviu cinco moradores e o segurança do edifício. Segundo apuração da delegada, conforme informações da perícia e dos policiais que atenderam o caso, houve invasão uma vez que os manifestantes arrombaram o portão da garagem e, em seguida, a porta do apartamento que ficou ocupado durante a manhã.

Constatou-se, também, que houve tumulto e baderna, e que os condôminos foram hostilizados e ridicularizados pelos manifestantes. Foram recolhidas imagens e áudios gravados pelos próprios moradores, além de vídeos das câmeras de monitoramento do condomínio, que flagraram a movimentação do grupo durante a ocupação.

Os advogados dos dois movimentos se apresentaram na Delegacia da PF, mas não indicaram os envolvidos no ato. "Todas as imagens vão ser analisadas, e as pessoas nelas serão identificadas, para que possam ser responsabilizadas", afirmou a delegada, que também aguarda os laudos da perícia sobre todos os danos ocasionados.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site