Jogos de pôquer

SEÇÕES

Golpe do amor: médico é sequestrado e tem prejuízo de R$ 180 mil

Segundo a PM, o médico havia marcado um encontro com uma mulher que conheceu em um aplicativo de relacionamento. Na ocasião, ele foi surpreendido pelos suspeitos.

Médico é sequestrado e tem prejuízo de R$ 180 mil | TV RECORD
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Um médico de 36 anos caiu no "golpe do amor" em São Paulo e passou cerca de 30 horas nas mãos de criminosos. Ele havia marcado um encontro nesta segunda-feira (26), com uma mulher que conheceu em um aplicativo de relacionamento. Na ocasião, ele foi surpreendido por suspeitos que conseguiram subtrair R$ 180 mil.

De acordo com a Polícia Militar, assim que o médico chegou ao local combinado, foi rendido por três homens armados. O profissional, que mora em São Roque, teve mãos e pés amarrados e acabou levado a um cativeiro pelos suspeitos. O grupo chegou a fazer movimentações na conta da vítima, entre transferências e empréstimos.

Conforme a PM-SP, a situação só não ficou pior porque a família do médico estranhou a falta de contato e acionou a polícia de imediato. Na ocasião, uma equipe da Polícia Militar patrulhava a região da Vila Brasilândia, e após denúncia, conseguiram localizar a casa onde o médico estava preso e o resgataram.

No momento da abordagem à residência, quatro pessoas envolvidas no golpe foram presas, e o carro do médico foi localizado. O caso é investigado pelo 13º Distrito Policial Civil de São Paulo. O nome da vítima não foi divulgado. Os suspeitos pelo crime também não foram revelados. 

HOMEM FINGE CRISE E ROUBA R$ 3 MILHÕES DE NAMORADA

Um homem identificado como Bruno Klabin, de 48 anos, foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) pela prática de estelionato amoroso contra uma ex-namorada. O golpista dizia à vítima que estava em uma crise financeira. Querendo ajudar o parceiro e o perdoando sempre, a mulher, que é empresária, levou um golpe de R$ 3 milhões.

Conforme apurado pela reportagem, o casal manteve um relacionamento de 2017 a 2020. Durante esse período, o homem pedia ajuda financeira para a mulher afirmando que os empréstimos, dentre outras despesas realizadas em nome dela, seriam devidamente ressarcidos. Porém, a desconfiança em relação ao companheiro teve início logo em 2018, quando ela notou a falta de folhas do seu talão de cheques.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site