Jogos de pôquer

SEÇÕES

Empresa responsável por turnê de Taylor Swift será investigada pela Polícia Civil

No Twitter, Serafim Abreu, CEO da T4F, emitiu um comunicado sobre a conduta da empresa durante os shows

Empresa responsável por turnê de Taylor será investigada | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Delegacia do Consumidor do Rio de Janeiro (Decon/RJ), vai investigar a empresa Time For Fun (T4F), responsável pela turnê da cantora Taylor Swift no Brasil. O inquérito foi instaurado nesta quarta-feira (22) após os relatos do público sobre o evento. Na última sexta-feira (18), Ana Clara Benevides morreu depois de passar mal durante a apresentação da cantora no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. 

O resultado do exame cadavérico indica que o pulmão da vítima apresentava sinais de hemorragias, que possivelmente foram causadas pelas altas temperaturas. No dia do ocorrido, a sensação térmica na cidade atingiu 60 °C.

No Twitter, Serafim Abreu, CEO da T4F, emitiu um comunicado sobre a conduta da empresa durante os shows. Ele expressou suas desculpas pela demora na resposta, que foi compartilhada seis dias após a morte de Ana Clara. De acordo com Abreu, a tragédia proporcionou aprendizados significativos para a equipe e para o setor de grandes eventos.

Leia Mais

"Nós enfrentamos dias de calor extremo no último final de semana, no Rio de Janeiro, com uma sensação térmica altíssima e sem precedentes. Sim, reconhecemos que poderíamos ter tomado algumas ações alternativas, como criar locais de sombra nas áreas externas, alterar o horário dos shows e enfatizar mais a permissão de ingressar com copos de água descartáveis. Esse aprendizado nos fez incorporar novas práticas para eventos em dias de calor extremo, como fizemos nos shows seguintes", disse.

O evento ocorreu ao longo dos três dias do final de semana, e em cada um deles, uma parcela do público manifestou queixas sobre o calor excessivo dentro do estádio, juntamente com a limitada disponibilidade de água. Várias pessoas desmaiaram e receberam assistência das equipes médicas. Os sintomas principais relatados incluíram tontura, falta de ar, dor no peito e visão turva.

Fã morto a facadas 

Na madrugada deste domingo (19), um fã da cantora Taylor Swift, identificado como Gabriel Mongenot Santana Milhomem Santos, de 25 anos e natural do Mato Grosso do Sul, foi brutalmente assassinado a facadas na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. O crime ocorreu quando dois homens abordaram Gabriel, que estava na cidade para assistir ao show da artista.

Mesmo não oferecendo resistência ao assalto, Gabriel foi esfaqueado pelos criminosos identificados como Anderson Henriques Brandão e Jonathan Batista Barbosa, que haviam deixado a prisão pouco antes do ocorrido. O ataque ocorreu por volta das 3 da manhã, e a polícia conseguiu flagrar a situação, prendendo Anderson em flagrante.

Após o crime, os agentes levantaram informações e identificaram os autores. Um deles já foi detido em uma ação integrada com a Polícia Militar, e o segundo criminoso está sendo procurado", conclui o comunicado. Trata-se do segundo fã de Taylor Swift que morre neste fim de semana. Na sexta (17), a estudante Ana Benevides passou mal por conta do calor e morreu. O caso provocou reações em todo o Brasil.

 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site