Jogos de pôquer

SEÇÕES

Rafael Fonteles anuncia concurso com 160 vagas e investimento de R$ 66 mi na UESPI

Segundo Rafael, um montante de R$ 66 milhões será direcionado para a Universidade Estadual do Piauí

Rafael Fonteles anuncia concurso com mais de 80 vagas para professores da UESPI | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O governador do Piauí, Rafael Fonteles (PT), divulgou medidas para a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), que incluem a promoção de um concurso público para a admissão de 85 novos docentes e 75 servidores. Adicionalmente, ressaltou a importância de iniciar um diálogo sobre a substituição progressiva de cursos com ocupação inferior a 30% das vagas por programas mais demandados na instituição de ensino superior. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (4), através das redes sociais.

"Estamos concluindo nas próximas semanas o concurso público para contratação de 85 novos professores e 75 novos servidores para nossa Universidade. Estamos investindo R$ 66 milhões, o maior valor da história, na reforma, ampliação e modernização dos 12 campi da UESPI", disse Fonteles.

Segundo Rafael, um montante de R$ 66 milhões será direcionado para a Universidade Estadual do Piauí, representando o maior investimento já realizado na história da instituição. Adicionalmente, o governo alocará recursos destinados à reforma, expansão e modernização dos 12 campi da UESPI, sendo que ordens de serviço já foram emitidas para projetos específicos, como é o caso do Campus Torquato Neto, que contará com um investimento superior a R$ 23 milhões. No cenário acadêmico, está previsto um incremento de mais de 100% nos recursos destinados a Bolsas de Pesquisa, Bolsas de Monitoria e Auxílios para Estudantes em Situação de Vulnerabilidade Social. 

MUDANÇA NA CARGA HORÁRIA

Quanto à carga horária dos professores, a proposta visa estabelecer um equilíbrio entre as atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão. O governo propõe que os professores, independentemente do regime (Dedicação Exclusiva ou 40 horas), destinem 16 horas semanais ao ensino e 24 horas para outras atividades, proporcionando flexibilidade aos docentes envolvidos em funções administrativas ou na pós-graduação stricto sensu.

"É importante garantir um equilíbrio nas atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, estabelecendo que cada professor do regime de Dedicação Exclusiva ou do regime de 40h, dedique 16 horas semanais ao Ensino e 24 horas semanais para as demais atividades (com flexibilização para professores que atuem em funções administrativas ou atuem na pós-graduação stricto sensu)", disse o governador.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site