Jogos de pôquer

SEÇÕES

PM e especialistas ambientais visitarão região com registros de ataques de onças

As equipes irão realizar um trabalho de avaliação nos locais para traçar um plano estratégico de possíveis soluções

PM e especialistas ambientais visitarão região com registros de ataques de onças | Ascom
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

APolícia Militar do Piauí, através da Comando de Policiamento Ambiental (CPA), em conjunto com analistas ambientais do Ibama e Semar, se deslocarão nesta quinta-feira (09) para o município de Domingos Mourão, no Norte do Estado, para realizar um trabalho de avaliação após a denúncia de criadores de propriedades rurais da região, acerca de ataques de onças que resultaram na morte de aproximadamente 100 animais. 

Conforme o major Paulo Silas, chefe da divisão administrativa da CPA, especialista em gestão de Meio Ambiente, as equipes ficarão no município por cinco dias e em contato com os criadores, buscarão vestígios dos ataques e da presença dos animais. Além disso, também será avaliado se na região está ocorrendo algum desequilíbrio ambiental que possa estar provocando o comportamento dos felinos. A ação ocorre após uma solicitação do Ministério Público, na tentativa de trazer soluções para a problemática. 

Os proprietários também receberão orientações de como proceder diante de possíveis novos episódios envolvendo suas criações. As equipes levarão drones noturnos para tentar realizar um mapeamento da área e das onças. Após esse trabalho e dependendo do que for identificado de desequilíbrio, será deliberado pelos órgãos envolvidos, as possíveis práticas para solucionar o problema no município.

"O principal objetivo do nosso deslocamento, junto ao IBAMA e SEMAR, é realizar uma avaliação para entender o motivo dos ataques estarem ocorrendo. Quando tivermos feito essa avaliação, é que nós iremos traçar qual a melhor saída para a solução desse problema. O CPA e esses outros órgãos, em um primeiro momento, vamos fazer contato com os criadores de caprinos da região, aonde eles irão nos apontar os locais onde possivelmente ocorreram esses ataques e nesses pontos, iremos tentar localizar alguns vestígios de que realmente ocorreram esses ataques e que eles foram praticados por esses animais. Será feita essa avaliação e posteriormente vamos também fazer uma análise de toda a região para tentarmos identificar se está ocorrendo ou não algum desequilíbrio ambiental", completou. 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site