Jogos de pôquer

SEÇÕES

Pacto pela Educação possibilita alfabetização de mais de 155 mil estudantes

Parceria entre Estado do Piauí com os municípios visa ampliar índices da educação

Atuação do Estado em parceria com municípios visa aumentar índices da educação | Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

ODia Mundial da Alfabetização, celebrado no dia 8 de Setembro, é uma data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1967. O objetivo é fomentar um amplo debate sobre a relevância da alfabetização e como esse processo pode transformar a vida de crianças, jovens e adultos.

Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) tem desempenhado um papel fundamental na expansão e fortalecimento do Programa Piauiense de Alfabetização na Idade Certa (PPAIC), programa que visa aprimorar as políticas públicas de educação por meio de uma colaboração estreita entre o Estado e os municípios, conforme destacado pelo secretário de Educação, Washington Bandeira

Reunião Seduc e FGV sobre o Pacto pela Educação | FOTO: Divulgação

"No governo Rafael Fonteles, a Educação é uma prioridade. Temos metas significativas, e uma delas é trabalhar em colaboração com os municípios. Essa parceria tem como foco a alfabetização e a disseminação do conhecimento de maneira prioritária. Isso nos permitirá que nossas crianças aprendam a ler, escrever e interpretar textos na idade certa, reduzindo assim as desigualdades sociais e mudando positivamente a vida das pessoas", afirmou Washington Bandeira.

Avanço na educação do Piauí

Em 2023, o Piauí avaliou 37.276 estudantes em relação à fluência de leitura, com o objetivo de analisar o desempenho individual no ciclo de alfabetização, considerando habilidade, fluidez e ritmo de leitura. Nesse ano, houve um aumento de 32% no perfil de leitura dos estudantes piauienses no ciclo de alfabetização.

O pilar desse programa, que impacta mais de 155 mil estudantes, consiste em compartilhar ações como formação contínua de professores e gestores, acompanhamento, monitoramento e avaliação. Além disso, são oferecidos materiais didáticos complementares, assessoria técnica e pedagógica aos municípios.

FOTO: Divulgação

Atendimento à Educação Infantil

Com o objetivo de ampliar o início desse processo de aprendizado, a Seduc, em parceria com o Pacto pelas Crianças, está assegurando que crianças piauienses de 0 a 3 anos e 11 meses tenham acesso à educação na idade certa. Os 4.458 professores da pré-escola e 2.385 da Educação Infantil (creches), coordenadores regionais e municipais do PPAIC, gestores escolares e dirigentes municipais de educação têm acesso a formações remotas por meio do Canal Educação.

"Saber ler e escrever, dominar a língua é o caminho para tirar homens e mulheres do desconhecimento e da desinformação. Nossa meta não é apenas alfabetizar, é também qualificar para o mercado de trabalho. Sabemos que é por meio do conhecimento que podemos ter mais esperança e alçar voos cada vez mais altos", explicou Washington Bandeira.

Educação de Jovens e Adultos (EJA)

O Piauí está proporcionando novas oportunidades de estudo para pessoas que não tiveram acesso à educação no início do ciclo, por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que inclui a alfabetização. Nessa jornada de recomeço, os professores estão abordando o público de forma diferenciada, levando em consideração novas formas de conhecimento, interesses e necessidades de aprendizado. A Secretaria de Educação atende a 11.022 alfabetizandos jovens, adultos e idosos, incluindo o segmento indígena e quilombola, que necessitam adquirir habilidades de letramento.

Alfabetização Warao

O acesso adequado à alfabetização é fundamental para a autonomia na sociedade. Nesse contexto, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) também está se dedicando ao acolhimento linguístico dos imigrantes venezuelanos da etnia Warao, que estão no Piauí. Cerca de 82 venezuelanos, com idades entre 15 e 70 anos, iniciaram sua educação no Projeto de Alfabetização EJA Intercultural Warao, na Unidade Escolar João Emílio Falcão, no bairro Bela Vista, Zona Sul de Teresina. Essa iniciativa inovadora oferece alfabetização nas línguas portuguesa, Warao e espanhola, sendo a primeira experiência trilíngue no Brasil para atender imigrantes.

Educação Prisional

A oferta de alfabetização também se estende ao fortalecimento das políticas educacionais no sistema prisional, em colaboração entre a Seduc e a Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS). Mais de 500 reeducandos em 11 unidades prisionais e 2 unidades de apoio contam com oportunidades educacionais em todo o Estado. Essa iniciativa contribui para a ressocialização e a reinserção dos reeducandos na sociedade por meio da educação.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site