Jogos de pôquer

SEÇÕES

Operação de trânsito realiza a condução de 16 pessoas na capital e interior

O objetivo é combater a criminalidade e trazer segurança para a população na capital e nos municípios do interior do Estado.

Operação de trânsito realiza a condução de 16 pessoas na capital e interior. | Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Diretoria de Operações de Trânsito da Secretaria de Segurança Pública, realizou diversas operações nas cidades de Teresina e José de Freitas. As blitzen ocorreram entre os dias 07 à 13 de agosto deste ano. Durante a ação, 23 procedimentos foram formalizados, sendo 16 pessoas conduzidas. 

Operação de trânsito na capital e no interior./ Foto: Reprodução WhatsApp

Segundo as autoridades, os indivíduos foram conduzidas por receptação de celular e motocicletas, dois cumprimentos de mandados de prisão, duas pessoas foram conduzidas por adulteração de sinal identificador (adulteração e/ou remarcação de chassi, ou placa automotivas), uma pessoa por roubo, uma por embriaguez ao volante e apreensão de um celular. 

Operação de trânsito realiza a condução de 16 pessoas na capital e interior./ Foto: Reprodução WhatsApp

Conforme o diretor de Operações de Trânsito da SSP/PI, Fernando Aragão, a operação faz parte do pacote de medidas da Secretaria de Segurança Pública cujo objetivo é combater a criminalidade e trazer segurança para a população na capital e nos municípios do interior do Estado.

“Realizamos essa operação na zona urbana e na zona rural dos municípios, pois nosso intuito é tirar armas, drogas e criminosos de circulação. Nos próximos dias, outros municípios serão contemplados com essa ação”, afirmou o diretor.

Blitzen de trânsito vão fiscalizar celular roubado e IMEI será exigido

A partir de agora, é crucial que a população mantenha sua atenção redobrada. Isso se deve ao fato de que a fiscalização de trânsito está ampliando seus procedimentos para incluir, durante as abordagens, a verificação dos telefones celulares dos condutores. Dessa forma, os indivíduos que forem parados em uma blitz serão requeridos a apresentar o IMEI do dispositivo, que equivale a uma espécie de identidade digital do aparelho (similar ao chassi de um carro). 

Em sequência, esse código será verificado por meio de um sistema, e caso exista qualquer tipo de restrição associada ao celular, o portador do dispositivo será obrigado a prestar esclarecimentos às autoridades policiais. Vale ressaltar que, em menos de dois meses com essa nova sistemática, a Polícia Militar do Piauí conseguiu recuperar mais de 40 aparelhos, mas a expectativa é de que mais celulares sejam resgatados ao longo das demais blitzen realizadas nos bairros de Teresina.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site