Jogos de pôquer

SEÇÕES

Justiça decreta prisão preventiva de PM acusado de matar policial civil no Piauí

A prisão do acusado já havia sido prorrogada no dia 11 de outubro, pelo juiz Sávio Ramon Batista da Silva.

Justiça decreta prisão preventiva de PM acusado de matar policial civil no Piauí. | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Justiça do Piauí decretou a prisão preventiva do cabo da Polícia Militar do Piauí, Valério de Sousa Caldas Neto, acusado de assassinar a tiros o policial civil, Alexsandro Cavalcante Ferreira, no dia 12 de setembro deste ano, em Parnaíba. A decisão, assinada pela juíza Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, é da última sexta-feira (10).

Segundo o decreto, a magistrada, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba levou em conta a comprovação de materialidade e autoria do crime, além do risco considerado com a possível concessão de liberdade ao policial. A prisão do acusado já havia sido prorrogada no dia 11 de outubro, pelo juiz Sávio Ramon Batista da Silva. 

A homologação da prisão em flagrante, e a decretação da temporária, foi feita no dia 14 de setembro, sendo que desde então, o PM segue preso.

ENTENDA O CASO

Conforme apurado pelo fcvizela.com, policial civil do Piauí, Alexsandro Cavalcante Ferreira, de 45 anos, foi morto com vários tiros na cabeça , na noite de 12 de setembro, no Conjunto Colina do Alvorada, em Parnaíba, litoral do Piauí. 

Conforme a Delegacia Geral do Piauí, o policial era lotado da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Ele foi encontrado morto na calçada da residência onde morava. Na manhã do dia 13 de setembro o cabo da PM se apresentou à Central de Flagrantes e confessou o crime.

O DEPOIMENTO 

Durante seu relato, ele contou ter observado Alexsandro passando diante de sua residência vestindo um moletom e notou um comportamento que lhe pareceu suspeito. Por consequência, decidiu seguir a vítima e, ao abordá-la, efetuou os disparos. O policial militar tomou posse da arma pertencente à vítima e a entregou às autoridades policiais.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site