Jogos de pôquer

SEÇÕES

Veja como economizar energia com ar-condicionado em casa e no carro

Utilizar o ar-condicionado para aliviar o calor pode afetar tanto a conta de energia no final do mês quanto o consumo de combustível

Veja como economizar energia com ar-condicionado em casa e no carro | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Utilizar o ar-condicionado para aliviar o calor pode afetar tanto a conta de energia no final do mês quanto o consumo de combustível. No entanto, é possível economizar através de práticas simples. Em vez de manter a temperatura mínima a 17 ºC, o que aumenta o consumo de energia e não é ideal para a saúde, é mais eficiente manter a temperatura entre 22 ºC e 25 ºC, como recomendado pela OMS para garantir o conforto térmico para a maioria das pessoas.

Quando adquirir um aparelho de ar-condicionado, a Abrava sugere verificar os selos de eficiência energética emitidos por instituições governamentais, como o Procel. Essa certificação indica que o produto consome menos energia, mantendo o conforto e a qualidade desejados, e pode ser identificada por um símbolo que lembra uma lâmpada, com um rosto sorridente e contorno vermelho.

Também serve de referência a nova etiqueta do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que vai do grupo mais eficiente A ao F, duas letras a mais do que na antiga. Todos os produtos fabricados a partir deste ano têm de seguir esse padrão. Os aparelhos com tecnologia recente de inversão (esfria e esquenta) consomem até 70% menos eletricidade do que os mais antigos.

Outro fator a se considerar é a potência do aparelho, que deve ser adequada a área, desenho do cômodo, exposição à luminosidade, número de pessoas e de aparelhos eletrônicos. Para um quarto pequeno, de nove metros quadrados, por exemplo, um aparelho de 7.000 a 7.500 BTUs (unidade térmica de referência nos aparelhos) basta, segundo norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A Abrava sugere como orientação o cálculo de 600 BTUs por metro quadrado ao escolher um aparelho de ar-condicionado. Para ambientes com mais de duas pessoas, é recomendado adicionar 600 BTUs para cada pessoa adicional. Se o local está exposto ao sol, acrescenta-se 800 BTUs. Posteriormente, o consumidor deve optar pelo aparelho com potência imediatamente superior, conforme indicou o diretor da associação, Toríbio Rolon. Os residentes podem implementar práticas como o uso de cortinas espessas para evitar a luz solar direta ou desligar aparelhos não utilizados, reduzindo assim a demanda de consumo do ar-condicionado.

A contratação de um profissional especializado para projetar a instalação do ar-condicionado também garante um ambiente climatizado com controle de temperatura e um consumo de energia adequado. Atenção na manutenção também salva o consumidor dos gastos extras. Os filtros devem ser trocados, no máximo, de três em três meses para evitar problemas de saúde, mas a Abrava indica reposição mensal. Aparelhos mais antigos consomem mais energia. Uma alternativa a comprar um novo aparelho é recorrer ao "retrofit" -técnica de retificação do equipamento de ar-condicionado para aumentar eficiência energética e segurança.

ECONOMIZE COMBUSTÍVEL NO CARRO

Conforme os manuais dos veículos,utilizar o ar-condicionado em carros resulta em um aumento no consumo de combustível. Essa elevação no consumo geralmente varia entre 25% a 30%, dependendo do modelo do veículo, conforme indicado pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). A estratégia de baixar os vidros e evitar o uso do ar-condicionado para economizar combustível é eficaz em velocidades baixas. No entanto, em uma rodovia, por exemplo, pode ter o efeito oposto devido à resistência do ar, exigindo mais esforço do motor do carro. Isso foi explicado pelo professor de engenharia mecânica da FEI, Rodrigo Bernardello.

Durante a condução com o ar-condicionado ligado, fechar as janelas ainda aumenta a eficiência do aparelho, o que diminui a potência necessária para ter a sensação térmica desejada. O motorista que optar pelo ar-condicionado por maior conforto térmico deve ter os mesmos cuidados de manutenção do que quem tem aparelho de climatização em casa. Fazer limpeza mensal do filtro, no máximo trimestral, e retificar em caso de mau funcionamento. O dono do carro também deve se atentar a carga de gás do aparelho de ar-condicionado e verificar, de tempos em tempos, se não há sujeira ou obstrução no condensador e no evaporador do equipamento.

A aplicação de insulfilm dentro dos limites legais ou evitar a exposição do carro ao sol também pode resultar em uma redução do consumo de combustível ao usar o ar-condicionado. No entanto, o professor Bernardello destaca que essa economia não é significativa o bastante para compensar o considerável consumo de energia gerado pelo uso do equipamento. 

(Com informações da Folhapress)



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site