Jogos de pôquer

SEÇÕES

Procon do Rio de Janeiro notifica Netflix sobre taxa extra de R$ 12,90

Aos menos cinco Procons estaduais já notificaram a empresa, que quer coibir o compartilhamento de contas

Procon do Rio de Janeiro notifica Netflix sobre taxa extra de R$ 12,90 | Pixabay
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

ANetflix foi notificada nesta terça-feira (30) pelo Procon-RJ devido à cobrança adicional que a empresa está implementando no Brasil para assinantes que compartilham suas contas com pessoas de outras residências. Além do Procon-RJ, pelo menos outros cinco Procons estaduais já enviaram notificações à empresa sobre esse assunto. O Procon-RJ solicitou que a Netflix forneça esclarecimentos para que possíveis violações aos direitos dos consumidores sejam analisadas. O órgão recebeu um total de 24 reclamações referentes à cobrança adicional.

"A empresa não deixou claro como a cobrança será realizada e quem será atingido. A modificação do contrato de forma unilateral não é permitida pelo Código de Defesa do Consumidor. Estamos atentos para coibir qualquer prática abusiva", afirma Cássio Coelho, presidente do Procon/RJ.

Após receber a notificação, a Netflix tem um prazo de 10 dias para responder ao Procon-RJ, informando se houve alguma alteração no contrato estabelecido com os consumidores, se houve consentimento por parte deles em relação a essa modificação e como a empresa pretende distinguir o compartilhamento de senhas quando o serviço é utilizado pelo titular em locais diferentes. O Procon ressalta que a publicidade da Netflix afirma que o consumidor pode assistir aos conteúdos de onde quiser, o que vai na contramão da nova cobrança.  

MUDANÇA NA COBRANÇA

A plataforma de streaming Netflix, anunciou na terça-feira (23), que usuários em mais de 100 países, passarão a serem cobrados a mais, nos casos em que há compartilhamento de senhas com pessoas que não moram no mesmo domicílio. A empresa reforçou que essa é uma estratégia para conseguir mais assinantes e diversificar sua plataforma. O serviço de streaming vem testando há um ano essa nova fórmula em alguns países, como é o caso do Canadá.

A nova regra para o compartilhamento de senhas também será aplicada no Brasil, a plataforma informou que cada assinatura só poderá ser usada em uma única residência, e que os usuários que burlarem a regra receberão por e-mail, a partir desta terça-feira, um informe para que escolham entre transferir o perfil de terceiros ou adicioná-los como dependentes pagando mais. 

(Com informações do Jogos de pôquer iG)



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site