Jogos de pôquer

SEÇÕES

Javier Milei anuncia Luis Caputo como novo ministro da Economia da Argentina

O novo ministro enfrentará o déficit fiscal, buscando equilibrar as contas públicas argentinas e a taxa básica de juros argentina

Javier Milei e Luis Caputo | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na manhã desta quarta-feira (29), Javier Milei, presidente ultraliberal eleito, confirmou em uma entrevista à rádio argentina Continental que o novo ministro da Economia será Luis Caputo. A revelação aconteceu após o retorno de Milei de sua primeira viagem internacional como chefe de Estado, uma visita aos Estados Unidos.

Luis Caputo, que já ocupou o cargo de ministro da Economia e presidente do Banco Central (BC) durante o mandato do ex-presidente Mauricio Macri, é conhecido por suas sólidas conexões com o cenário econômico do país.

"Ao retornar de minha primeira viagem como presidente eleito, posso confirmar que o ministro da Economia será Luis Caputo", afirmou Milei em entrevista à rádio Continental. Caputo acompanhou Milei em sua viagem aos Estados Unidos e permanece em Washington para encontros, incluindo reuniões com o Fundo Monetário Internacional.

A nomeação de Caputo para a pasta da Economia ocorre em um momento desafiador para a Argentina, que enfrenta uma crise econômica acentuada, evidenciada por uma inflação que ultrapassa 140% nos últimos 12 meses. Além disso, o novo ministro poderá ter a responsabilidade de conduzir um eventual plano de dolarização da economia, caso Milei decida prosseguir com essa proposta. No entanto, analistas indicam que a chegada de Caputo ao governo de Milei pode resultar no cancelamento ou adiamento desse plano de substituição do peso pelo dólar.

Uma das prioridades atribuídas a Caputo pelo presidente eleito é enfrentar o déficit fiscal, buscando equilibrar as contas públicas argentinas. Milei destacou a importância de abordar questões como a taxa básica de juros argentina, conhecida como Leliq, que atinge mais de 130% ao ano, em comparação com a taxa Selic brasileira, que está em 12,25%.

Questionado sobre a autonomia de Caputo em sua gestão, Milei respondeu que o equilíbrio fiscal é uma questão "não negociável", ressaltando a importância de enfrentar desafios econômicos cruciais para o país.

Para mais informações, acesse fcvizela.com

Leia Mais


Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site