Jogos de pôquer

SEÇÕES

Dólar opera em queda e vai a R$ 4,85, com inflação abaixo das expectativas

Além disso, os investidores estão aguardando a divulgação da decisão de juros do Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, que está prevista para quarta-feira (14).

Dólar opera em queda e vai a R$ 4,85, com inflação abaixo das expectativas | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Nesta terça-feira (13), o dólar registra uma queda em sua operação devido à inflação nos Estados Unidosqueficou abaixo das expectativas do mercado. Além disso, os investidores estão aguardando a divulgação da decisão de juros do Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, que está prevista para quarta-feira (14).

Por volta das 14h10, o dólar apresentava uma queda de 0,23%, sendo cotado a R$ 4,8552. Durante o dia, atingiu sua mínima em R$ 4,8480, após os resultados divulgados nos Estados Unidos. Na última sexta-feira (9), o dólar registrou uma queda de 0,20%, sendo cotado a R$ 4,8665, renovando assim o menor patamar em um ano. Com esse resultado, a moeda passou a acumular quedas de 4,07% no mês e 7,80% no ano.

O mercado iniciou esta semana em um estado de espera, aguardando os dados de inflação nos Estados Unidos e a decisão de juros do Federal Reserve, que está programada para ser divulgada nesta quarta-feira (14). Embora haja um sentimento mais otimista entre os investidores em relação à possibilidade de manutenção dos juros pelo banco central dos EUA, as projeções indicam que é provável que a instituição aumente a taxa básica de juros em mais 0,25 ponto percentual.

Ainda durante a manhã, o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos divulgou o índice de preços ao consumidor (CPI) referente ao mês de maio, o qual ficou abaixo das expectativas do mercado. Houve um aumento de apenas 0,1% nesse período. No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação nos Estados Unidos apresenta um aumento de 4%.

As estimativas anteriores indicavam uma alta de 0,2% para o mês de maio e de 4,1% para o ano. No entanto, o índice de preços ao consumidor (CPI) teve um aumento de apenas 0,1% no mês, resultando em uma inflação acumulada de 4% nos últimos 12 meses, abaixo das projeções.

Em relação ao núcleo da inflação, que exclui os setores de alimentação e energia, houve um aumento de 0,4% tanto em abril quanto em maio. No período de 12 meses, esse segmento registrou uma alta de 5,3%, em linha com as expectativas do mercado.

A Opep manteve sua previsão de crescimento da demanda global por petróleo em 2023 estável pelo quarto mês consecutivo, conforme divulgado nesta terça-feira. Segundo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo, a demanda mundial de petróleo está projetada para aumentar em 2,35 milhões de barris por dia (bpd), representando um crescimento de 2,4%. Essa previsão permanece praticamente inalterada em comparação com os 2,33 milhões de bpd do mês anterior, conforme indicado em seu relatório mensal.

Além disso, o grupo destacou que a economia global enfrenta uma crescente incerteza e um crescimento mais lento na segunda metade do ano. Isso ocorre devido à persistente alta da inflação, taxas de juros já elevadas e mercados de trabalho restritos.

A Opep também mencionou a falta de clareza sobre a resolução do conflito geopolítico na Europa Oriental, referindo-se especificamente à situação na Ucrânia. Essa incerteza geopolítica adiciona mais um elemento de instabilidade aos mercados globais de petróleo.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site