Jogos de pôquer

SEÇÕES

Brasil registra superávit recorde de US$ 8,9 bilhões no mês de setembro

Apesar da desvalorização das commodities, o governo revisou ligeiramente para cima sua projeção de superávit comercial para 2023

Brasil registrou superávit recorde | Marcello Casal Jr./Agência Brasil
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Abalança comercial do Brasil registrou um desempenho excepcional em setembro, fechando o mês com um superávit recorde de US$ 8,904 bilhões, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira, 2 de outubro. Esse resultado representa um aumento notável de 51,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, tornando-se o melhor resultado já registrado para o mês de setembro.

Esse superávit expressivo foi impulsionado por várias tendências. Primeiramente, houve uma redução significativa nas importações de combustíveis, o que contribuiu para o aumento do saldo positivo. Além disso, a safra recorde de grãos desempenhou um papel fundamental, impulsionando as exportaçõesagrícolas do país.

Com os números de setembro, a balança comercial do Brasil atingiu um superávit acumulado de US$ 71,309 bilhões nos nove primeiros meses do ano, o que também é um recorde histórico para esse período desde o início da série histórica em 1989. Desde agosto, o saldo positivo superou o superávit comercial recorde de US$ 61,525 bilhões registrado durante todo o ano anterior.

No que diz respeito às exportações e importações, as exportações brasileiras aumentaram, enquanto as importações apresentaram uma queda acentuada em setembro. No mês passado, o Brasil exportou um total de US$ 28,431 bilhões para o mercado internacional, representando um aumento de 4,4% em relação ao mesmo mês do ano anterior, com base na média diária. Enquanto isso, as importações totalizaram US$ 19,527 bilhões, uma queda de 17,6% na mesma base de comparação.

Vários fatores contribuíram para esse desempenho robusto. A safra recorde de grãos impulsionou as exportações agrícolas, com um aumento de 41,7% no volume de mercadorias embarcadas, apesar de uma queda de 17,2% nos preços médios. No setor de indústria de transformação, houve uma diminuição de 8,5% na quantidade exportada, com uma redução de 2,6% nos preços médios. Já na indústria extrativa, que inclui a exportação de minérios e petróleo, a quantidade exportada aumentou em 20,6%, enquanto os preços médios diminuíram 9,6%.

As exportações agropecuárias tiveram destaque, com aumento notável nas vendas de animais vivos (exceto pescados ou crustáceos), soja e milho não moído. A soja, em particular, teve um desempenho impressionante, com um aumento de 67,8% no volume de embarques, apesar de uma queda de 17,6% nos preços médios. Na indústria extrativa, as principais altas foram observadas nas exportações de minérios de cobre e concentrados e petróleo bruto. No entanto, os preços médios do ferro caíram ligeiramente devido à desaceleração da economia chinesa.

No que se refere às importações, houve quedas significativas em produtos como milho não moído, látex e borracha natural, gás natural, carvão não aglomerado e óleos brutos de petróleo. A guerra entre Rússia e Ucrânia continuou a impactar as importações de fertilizantes, com uma queda acentuada nos preços, embora a quantidade importada tenha aumentado.

Apesar da desvalorização das commodities, o governo revisou ligeiramente para cima sua projeção de superávit comercial para 2023, prevendo agora um saldo positivo de US$ 93 bilhões, em comparação com a projeção anterior de US$ 84,7 bilhões feita em julho. Essas estimativas se destacam em relação às projeções do mercado financeiro, que previam um superávit de US$ 72,1 bilhões para o ano. O governo também projetou estabilidade nas exportações em 2023, com um aumento mínimo, enquanto as importações devem apresentar uma queda de 11,5% em relação ao ano anterior. Esses números refletem a otimismo do governo em relação ao desempenho da balança comercial brasileira nos próximos meses.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site