Jogos de pôquer

SEÇÕES

José Osmando

Coluna do jornalista José Osmando - Brasil em Pauta

Lula vai à COP e cobra US$ 100 bilhões que os ricos devem ao meio ambiente

Governo Lula chega à COP 28, em Dubai, para reforçar cobranças aos países ricos na área ambiental.

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A 28ª edição da Conferência das Partes, mais conhecida como COP, evento promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), sobre mudanças climáticas, a se iniciar nesta quinta-feira, 30,estendendo-se até 12 de dezembro, nos Emirados Árabes, vem carregada de muita importância e, portanto, desse encontro de líderes mundiais aguardam-se posições relevantes a serem adotadas a partir de agora.

Ninguém de bom senso poderá discordar de que o planeta Terra está derretendo com as elevações inacreditáveis das temperaturas, causadoras de desastres naturais espantosos, que têm gerado morte e destruição nas suas mais variadas formas de manifestações, de inundações a queimadas, de ciclones a terremotos, numa escalada nunca antes vista pela humanidade. É rara alguma parte do planeta que não venha sofrendo os impactos negativos do desequilíbrio climático, o que impõe uma ação enérgica, imediata, vigorosa, de parte das grandes economias mundiais e de todos os governantes.

Lula vai à COP 28 e cobra US$ 100 bilhões que os ricos devem ao ambiente (Foto: Instagram)

Os eventos registrados durantes os últimos anos, especialmente de 2020 para cá, reforçam a urgência de os países corrigirem o rumo na luta contra os desequilíbrios climáticos. E esta conferência da ONU tornou-se, portanto, o ambiente adequado para tal posição. Nesse aspecto, ganha notável importância o lançamento oficial do primeiro balanço global do Acordo de Paris, desde sua assinatura em 12 de dezembro de 2015, há oito anos, portanto, sem que até o momento tenha produzido os compromissos assumidos naquele momento.

Pelo Acordo de Paris, que a União Europeia e outros 193 países assinaram (inclusive o Brasil), entre os principais compromissos que seriam seguidos, estava o que estabelecia a transferência de tecnologia e financiamento de US$ 100 bilhões anuais entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos, para a manutenção das ações sobre mudanças climáticas. 

Dentre essas ações, obrigavam-se a manter o aumento da temperatura global abaixo de 2ºC em relação à média pré-industrial nos anos seguintes a partir de 2016, quando o acordo passou a vigorar. Os países desenvolvidos, sobretudo os europeus e Estados Unidos, nunca cumpriram o dever de repassar esses US$ 100 bilhões anuaisaospaíses subdesenvolvidos. 

Literalmente, brincaram com fogo, e hoje estão expostos às chamas e às cinzas de uma elevação descomunal das temperaturas, que tem feito estragos enormes por onde seus consequentes eventos vão se espalhando, inclusive em territórios europeus e norte-americanos, a exemplo de tempestades, queimadas e inundações que têm sofrido com bastante frequência.

Vem daí a reação explícita do Brasil, que vai a essa Cúpula nos Emirados Árabes disposto a não abrir mão dos recursos financeiros necessários essenciais para que países pobres e em desenvolvimento possam desenvolver programas permanentes capazes de restabelecer a natureza destruída e adotar as medidas imprescindíveis a evitar novas catástrofes.

O Presidente Lula, antes de embarcar para os Emirados Árabes, foi bastante claro sobre sua posição. Vai assumir perante o mundo o compromisso de colocar o Brasil no caminho do desmatamento Zero até 2030, mas vai exigir que os países em ricos, quase todos responsáveis pela destruição, abram seus cofres e liberem, como prometido noAcordo de Paris -por todos assinados-, os US$ 100 bilhões que todos se comprometeram liberar. 

Valores, aliás, conforme o próprio Presidente Lula, que já não serão suficientes para reparar os danos promovidos durante esses anos todos em que o dinheiro permaneceu nos cofres dos países ricos. O atraso no pagamento impediu as ações e aumentou o prejuízo, causando ainda mais desgraças. É hora de pagar essa conta.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234