Jogos de pôquer

SEÇÕES

José Osmando

Coluna do jornalista José Osmando - Brasil em Pauta

Em resposta a agressões, Nordeste dá a Lula uma grande aprovação

Mais uma pesquisa do Instituto Quaest, divulgada nesta quarta-feira, dá ao Presidente Lula, na verificação nacional, a confortável marca de 60% de aprovação ao seu trabalho

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

 Mais uma pesquisa do Instituto Quaest, divulgada nesta quarta-feira, dá ao Presidente Lula, na verificação nacional, a confortável marca de 60% de aprovação ao seu trabalho na direção do país, mas quando a amostragem é aplicada no Nordeste, os números são ainda mais extraordinários. São 72% os eleitores da região que dizem aprovar a maneira como Lula, no seu terceiro mandato, está governando a nação. 

Esses dados vêm logo na esteira de manifestações xenofóbicas desferidas pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema, que proclamou a necessidade de criação de uma frente formada pelos Estados do Sudeste e do Sul, estruturadas num consórcio, para enfrentar o Nordeste, e ainda classificou os nordestinos como “vaquinhas improdutivas”.  

As atitudes do governador Zema na verdade apenas ecoam as agressões com que o ex-presidente Bolsonaro tratava o Nordeste e sua gente, classificando-os como “analfabetos”, “cabeças chatas”, “paus de arara”, “paraíbas”, “preguiçosos”. Numa live, enquanto presidente, chegou a dizer que mulher no Nordeste não trabalhava, porque preferia o bolsa-família. E foi além:” “Você vê meninas no Nordeste. Bate a mão na barriga grávida, fala que tem o auxílio natalidade- “esse aqui vai ser uma máquina de lavar”. E não querem trabalhar.” 

Ao contrário desse desapreço, preconceito e xenofobia que Zema e Bolsonaro manifestam, Luiz Inácio Lula da Silva demonstra possuir uma profunda identificação com os nordestinos, compreendendo suas dificuldades, trabalhando para minimizá-las, mas especialmente reconhecendo a capacidade de trabalho desse povo, seu gigantesco empenho de superação, fazendo melhorar as condições de vida das pessoas e elevando sua autoestima.  

Com Lula, os nordestinos demonstram sentir-se bem mais empoderados. E a região segue dando exemplos de superação e crescimento, a despeito de ainda ostentar níveis muito baixos de desenvolvimento em vários segmentos. Mas é o Nordeste que vem apresentando o melhor crescimento do PIB nacional, é a região que mais avança no terreno da geração de energias renováveis, com destaque formidável em fontes Solar e Eólica, e em franca caminhada para ser modelo no Brasil na obtenção do hidrogênio verde, sendo também a região que mais tem avançado para melhorar os indicadores de educação. Além de ser a região mais atraente para o turismo, por suas imensas belezas e estrutura em todos os seus 9 Estados.  

A pesquisa Quaest de hoje aponta que, no contexto nacional, a aprovação a Lula cresceu 4 pontos, relativamente à última amostragem, feita em junho, subindo de 56% para 60%. No Nordeste, subiu mais um ponto, de 71% para 72%.  

Mas o que chama bastante atenção é o fato de que o crescimento nacional se deu graças ao Sul e ao Sudeste. No território que Zema tão bem representa e em cuja região acumula força e empáfia para falar mal dos nordestinos, o Presidente Lula viu aumentada a sua aprovação, na comparação com junho, subindo  de 51% para 55%. E no Sul a elevação  foi muito maior: saiu de 48% para 59%. 

Isso serve como recado: o povo, nem mesmo o povo das regiões sudeste e sul, aguenta conviver com mentira, com pregação de desunião e ódio, com arrogância, preconceito e a clássica xenofobia, que são elementos de que a direita e a extrema direita se valem para tentar convencer os tolos. Só os tolos, talvez, estejam sujeitos ao convencimento por esses métodos. Fica aí a lição.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234