Jogos de pôquer

SEÇÕES

Direito, Economia & Política

Tudo sobre Direito, Economia & Política

BlackRock e Brasol selam acordo para investir no setor energético do Brasil

A empresa estadunidense busca impulsionar o fluxo de capital para infraestrutura climática em mercados emergentes

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A BlackRock, renomada empresa de gestão e investimentos dos Estados Unidos, firmou um acordo para adquirir uma participação na Brasol, uma empresa brasileiraque oferece infraestrutura para transição energética, abrangendo energia renovável, subestações e equipamentos de mobilidade elétrica, através de contratos de arrendamento de longo prazo. O valor do acordo não foi revelado, sendo apenas indicado que a fatia adquirida fica entre 40% e 50%. A transação foi intermediada pelo Climate Finance Partnership (CFP), uma iniciativa da BlackRock para promover parcerias público-privadas e impulsionar o fluxo de capital para infraestrutura climática em mercados emergentes.

Esse é o primeiro investimento da CFP na América Latina, contando com a parceria da Siemens. Até o momento, a Brasol já destinou quase US$ 1 bilhão em investimentos em ativos de energia distribuída em todos os estados do Brasil. Fundada em 2017 por Ty Eldridge e outros dois executivos com experiência em geração solar em mercados globais, a Brasol oferece aos clientes um modelo de energia "como serviço", resultando em economias imediatas nas contas de luz. A empresa compra e instala placas solares, assumindo a gestão do sistema de geração. A XP Investimentos assessorou a negociação.

Leia Mais

"A transição para uma economia de baixo carbono pode exigir investimentos de até US$ 125 trilhões, sendo que US$ 32 trilhões terão que ser alocados até 2030. Esse grande volume vai criar oportunidades de investimentos para nossos clientes, e acreditamos no potencial do Brasil de ser um destino importante de investimentos", destaca Karina Saade, presidente da BlackRock Brasil, que administra US$ 9,1 trilhões globalmente e está presente no país desde 2008.

Anmay Dittman, diretora e gerente de Portfólio da Climate Finance Partnership da BlackRock, ressalta os recentes investimentos na Tailândia, no Quênia e nas Filipinas, destacando o Brasil como um dos mercados de crescimento mais rápido para energia solar, possuindo um dos ecossistemas mais relevantes do mundo.

Ty Eldridge, CEO da Brasol, revela que a empresa opera em 26 estados do Brasil e que o investimento da BlackRock possibilitará novas instalações de energia solar, criando 5 mil empregos diretos e indiretos. Atualmente, a Brasol possui 130 MW em capacidade instalada, com a expectativa de alcançar 230 MW. Além disso, a empresa tem ampliado seu portfólio para além da energia solar, observando um interesse crescente, especialmente de indústrias, na transição para frotas de veículos elétricos. O acordo com a BlackRock está programado para ser concluído até o quarto trimestre deste ano.

Para mais informações, acesse fcvizela.com



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234