Jogos de pôquer

SEÇÕES

Francy Teixeira

Coluna do jornalista Francy Teixeira

Piauí terá 5,7 mil unidades na 1ª fase do novo Minha Casa, Minha Vida

A seleção das propostas para o Novo MCMV foi oficializada por meio da assinatura de uma portaria pelo Ministério das Cidades.

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Opresidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou o início da implementação da primeira fase do Novo Minha Casa Minha Vida, com ênfase na Faixa 1 (FAR) destinada a famílias com renda de até 2 salários-mínimos. A iniciativa visa contribuir para a redução do déficit habitacional. No Piauí, 5.700 unidades habitacionais foram anunciadas, representando um passo significativo no enfrentamento desse desafio.

Aseleção das propostas para o Novo MCMV foi oficializada por meio da assinatura de uma portaria pelo Ministério das Cidades. Adicionalmente, foi estabelecido um protocolo de intenções entre o Ministério das Cidades e a Academia Brasileira de Letras (ABL), visando criar um acervo literário para ser utilizado na implementação de salas de biblioteca ou leitura nos empreendimentos do MCMV. Além disso, negociações com o Ministério da Cultura estão em andamento para orientar os construtores na concepção desses espaços culturais.

Leia Mais

Novo Minha Casa Minha Vida tem início (Foto: Marcelo Camará/Ministério das Cidades)Como parte das medidas para promover sustentabilidade e inovação nos projetos do MCMV, será lançado o edital do Prêmio Minha Casa, Minha Vida, abrangendo sete categorias. A intenção é incentivar melhorias na inserção urbana, aumentar o conforto das unidades, promover inovação em sistemas construtivos e materiais, estimular projetos sustentáveis com eficiência energética, reuso de água, aproveitamento de resíduos sólidos e plantio de árvores, além de promover a inclusão social e financiamento sustentável nas edificações.

O processo de seleção do MCMV contemplou 187,5 mil novas unidades habitacionais destinadas à Faixa 1, distribuídas em mais de 1.200 empreendimentos que beneficiarão 560 municípios em todo o Brasil. Dentre essas, 184 mil unidades serão destinadas a famílias cadastradas em todos os estados brasileiros, enquanto as 3 mil restantes serão direcionadas a famílias que perderam seu único imóvel por emergência, estado de calamidade pública ou obras públicas federais, nos estados do AC, AM, PE, RS e SP.

Inicialmente, a meta de construção era de 130 mil unidades habitacionais com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). Contudo, devido ao expressivo volume de propostas recebidas, o número foi ampliado para 187,5 mil. As propostas, submetidas à Caixa em 2023 e selecionadas pelo Ministério das Cidades, seguiram as novas regras estabelecidas após a retomada do MCMV. Critérios como proximidade dos centros urbanos, melhorias nas especificações dos imóveis, infraestrutura de qualidade e inclusão de espaços como varandas e salas de biblioteca foram levados em consideração. Os projetos foram apresentados pelos governos estaduais, prefeituras e construtoras.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234