Jogos de pôquer

SEÇÕES

Rany Veloso

Coluna da jornalista Rany Veloso, direto de Brasília

Investigado, Ricardo Salles pede demissão do Ministério do Meio Ambiente

Alvo de operação sobre contrabando de madeira pede para sair do governo

| Foto: Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Por Rany Veloso

Foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União (veja abaixo) desta quarta-feira (23), a exoneração de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente. O investigado pela Polícia Federal, alvo da operação Akuanduba, por supostamente favorecer madeireiros em exportação ilegal de madeira do Brasil para os EUA e Europa pediu demissão e Joaquim Pereira Leite, atual secretário da pasta, assume o cargo.  O nome pode ser provisório.

O até então ministro estava no cargo desde o início do governo Bolsonaro, mas vinha sofrendo pressão há um bom tempo, sobretudo pelo afrouxamento de políticas ambientais e aumento do desmatamento da Amazônia. Além de incomodar empresários, Salles também estava [incomodando] os parlamentares e representantes do agronegócio, porque as ações do Ministério estavam prejudicando a economia e afastando investimentos.

Ontem, Bolsonaro parabenizou publicamente Ricardo Salles durante o lançamento do Plano Safra no Palácio do Planalto. “Você faz parte dessa história, Ricardo Salles. O casamento da Agricultura com o Meio Ambiente foi um casamento quase que perfeito. Parabéns, Ricardo Salles. Não é fácil ocupar o seu ministério. Por vezes, a herança fica [sendo] apenas uma penca de processos. A gente lamenta como, por vezes, somos tratados por alguns poucos desse outro poder, que é muito importante para todos nós”, afirmou o presidente.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site

1234