Jogos de pôquer

SEÇÕES

Sintomas alarmantes que indicam falta de vitamina D no organismo

A vitamina D é imprescindível para o sistema imunológico, digestivo, circulatório e nervoso

A vitamina D é fundamental para o bom funcionamento do organismo | Reprodução/Internet
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Ao contrário do que muitos pensam, o sol é importante aliado da saúde. Quando a pessoa se expõe de forma correta, ela pode gozar de alguns benefícios dessa prática, como adquirir parte da vitamina D de que o corpo precisa, nutriente imprescindível para o sistema imunológico, digestivo, circulatório e nervoso. 

A vitamina D é fundamental para o bom funcionamento do organismo e sua falta pode acarretar alguns prejuízos, como aumentar o risco de doenças cardiovasculares e até alguns tipos de câncer, podendo interferir até mesmo na saúde mental das pessoas. Segundo a nutricionista Kim Pearson, essa vitamina é importante para ajudar a manter a serotonina no cérebro, neurotransmissor importante para a regulação do humor, em níveis saudáveis. Sua falta tem sido associada à depressão.

A falta de vitamina D também costuma causar fadiga constante, pois essa vitamina auxilia na transformação de alimentos em energia e sua insuficiência pode levar seu corpo a não absorver  adequadamente os nutrientes dos alimentos. Se isso acontece, compromete a capacidade celular dos corpo de produzir energia a partir da alimentação.

Dores articulares e musculares

Outro sintoma incômodo que pode acometer quem está com deficiência de vitamina D são as dores nas articulações ou a ocorrência de ossos fracos. Essa vitamina regula os níveis de cálcio e fosfato no organismo, tendo um papel muito importante no funcionamento adequado das articulações, dos músculos e dos dentes.

Por último, a nutricionista cita as dores musculares como sintoma de falta de vitamina D. Isso acontece porque, normalmente, essa vitamina dá apoio à função muscular, pois seus receptores estão presentes em todo o corpo, incluindo nos músculos. Portanto, para evitar esse e os outros problemas citados, é essencial manter a vitamina D em níveis adequados. Isso pode ser alcançado por meio de exposição solar adequada e/ou suplementação quando necessário.

Como repor

Segundo o site do Ministério da Saúde, mesmo a exposição ao sol sendo responsável por 80% a 90% da vitamina D adquirida pelo nosso organismo, 10 a 20% da recomendação diária deve ser suprida pelos alimentos. A nutricionista Gisele Bortolini reforça que as principais fontes são: óleo de fígado de peixes, peixes de água fria, leite integral, gema de ovo e fígado bovino.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site