Jogos de pôquer

SEÇÕES

Período frio aumenta risco de AVC: entenda o motivo e como prevenir

Até 80% dos casos de AVC podem ser evitados com a adoção de bons hábitos de vida

As temperaturas baixas não aumentam apenas o risco de um AVC, mas também de um episódio hemorrágico | Reprodução: Internet
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Com a chegada da frente fria e a aproximação do inverno, que começa no próximo dia 21 de junho, o clima pede atenção redobrada com a saúde. As baixas temperaturas aumentam em até 20% o risco de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), segundo o Instituto Nacional de Cardiologia. De acordo com o neurocirurgião especialista em AVC, Dr. Victor Hugo Espíndola, esse risco aumentado se deve a produção de determinados hormônios neurotransmissores que levam a uma vasoconstrição das artérias.

O período frio faz com que elas se contraiam, obstruindo o fluxo sanguíneo e provocando um acidente vascular. Com isso, se o paciente tiver alguma condição que predisponha a ocorrência de um AVC, como uma placa de gordura, por exemplo, a artéria que já estaria comprometida se torna ainda mais suscetível durante o frio, aponta Victor Hugo. 

“Além disso, essa vasoconstrição arterial ela leva a um aumento da pressão arterial, que também é um fator de risco tanto para AVC isquêmico quanto para hemorrágico. Mas existem outros hábitos de vida também que se intensificam no frio: as pessoas tendem a consumir mais bebida alcoólica, a fumar mais, beber menos líquido e, por isso, se desidratam. Tudo isso é fator de risco para o AVC”, acrescenta o médico. 

O especialista reforça que as temperaturas baixas não aumentam apenas o risco de um acidente vascular cerebral isquêmico, mas também de um episódio hemorrágico – seja por ruptura de aneurisma cerebral ou pico hipertensivo, o que também aumenta no período frio. “Todas as doenças cardiovasculares, de modo geral, entre elas o infarto, que é um uma das principais causas de morte, também aumenta em estações mais frias”, alerta.

Como prevenir?

Até 80% dos casos de AVC podem ser evitados com a adoção de bons hábitos de vida, aponta o Dr. Victor Hugo. O especialista indica algumas medidas:

  • Controle da hipertensão;
  • Controle do diabetes;
  • Controle do colesterol;
  • Evitar o sedentarismo;
  • Interromper o tabagismo;
  • Moderar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Manter boa hidratação principalmente no frio;
  • Se agasalhar bem para evitar o processo de vasoconstrição.

Na mínima suspeita de AVC é preciso encaminhar o paciente o mais rápido possível pro hospital para garantir um diagnóstico e tratamento rápido. “Com isso a gente consegue reverter muitos sintomas e deixar vários pacientes até mesmo sem sequelas”, destaca o neurocirurgião. Victor lembra que o AVC hoje é a doença que mais mata e que mais incapacita no Brasil e no mundo.

 “É uma doença que tem tratamento, mas esse tratamento está intimamente relacionado ao tempo. Quanto mais precoce for, melhores serão os resultados e maiores são as chances do paciente sair sem sequelas”, afirma. “Então, na mínima suspeita, o paciente tem que procurar o hospital mais próximo para esse diagnóstico ser concluído e o tratamento ser efetivado. É bom lembrar que a gente consegue evitar a grande maioria dos casos com medidas simples de bons hábitos de vida”, reforça o médico.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Jogos de pôquer Mapa do site